5 dicas práticas para trabalhar por conta própria

Sem dúvidas, todo mundo que quer trabalhar por conta própria fica cheio de dúvidas no começo. Desde a melhor maneira de se comunicar com o cliente até como se organizar para dar tudo certo no final do mês. Ainda mais quando o assunto é planejamento financeiro. Afinal, agora você é 100% responsável pela sua renda.

Mas também não é preciso desespero. O primeiro passo é parar e respirar. Saiba que manter o foco em montar um bom plano e se manter organizado já é um grande avanço para que tudo dê certo.

E para te ajudar, nós do Boca a Boca preparamos essas dicas práticas para te dar aquela força.

5 Dicas para trabalhar por conta própria

Aqui em nosso blog você já conferiu algumas dicas fundamentais sobre a vida de um trabalhador autônomo. Por exemplo, como fazer uma boa precificação, como vender seus serviços e até mesmo como a satisfação do cliente é tão importante. Porém, de nada adianta essas dicas se você não souber como manter sua agenda organizada ou suas contas em dia, não é mesmo?

Então, para você não ficar mais perdido com esse assunto, nosso foco hoje será em dicas como essas. Vamos começar?

1) Crie uma agenda só do trabalho

Em primeiro lugar, você precisa manter sempre seu dia organizado para saber lidar com prazos e imprevistos. Agora que você é o seu próprio chefe, toda a responsabilidade de atrasos e outros problemas durante o serviço serão exclusivamente sua. Dessa forma, vale a pena investir na criação de uma agenda, seja de papel ou eletrônica.

Com tudo anotado nela, desde prazos, orçamentos até futuros trabalhos, fica muito mais fácil acompanhar o seu fluxo de entregas. Por exemplo, você saberá com mais segurança como anda o seu mês, quando você pode aceitar novos trabalhos e o que fazer para manter as entregas em dia.

2) Faça metas semanais e mensais de trabalhos para fazer

Agora que você já tem uma agenda e seu tempo está mais organizado, é importante criar metas de trabalhos. Isso te ajudará na hora de definir o volume de trabalho mensal e semanal para você ter o mínimo de renda necessária no fim do mês.

Mas, seja verdadeiro com você e suas habilidades. Ou seja, não aceite trabalho demais! Porque se você se encher de compromissos e não conseguir fazer todos a tempo ou manter um bom padrão de qualidade, isso pode te prejudicar.

3) Trabalhar por conta própria requer comprometimento

De fato, a palavra compromisso é ideal para resumir como é ser um trabalhador autônomo. Seja com você, com seus clientes, suas contas a pagar ou a qualidade do seu serviço. E uma coisa que ajuda muito a cumprir com todos esses compromissos é fazer planos.

E um dos planos mais importantes, é o plano financeiro. Em outras palavras, você precisa separar seus gastos pessoais e do trabalho. Uma dica muito bacana para fazer isso é manter um caderno ou uma planilha com todos os gastos, todos mesmos, para cada área. Assim você terá sempre o valor necessário disponível para comprar materiais, pagar fornecedores ou investir em melhorias no seu escritório.

4) Mantenha uma reserva para emergências

Uma coisa que você deve fazer todo mês, ou em cada recebimento, é guardar um pouco desse valor. Seja em uma poupança, em uma conta separada ou da forma que você achar melhor. Agora que você não trabalha mais com carteira assinada, muitos privilégios como férias e afastamento remunerado não existem mais.

Então, para não ser pego de surpresa quando um imprevisto acontecer, recomendamos que você respeite o valor dessa reserva. Cabe a você decidir a melhor quantia ou o quanto você pode poupar em cada momento. De maneira geral, os especialistas dizem que o ideal é guardar aproximadamente 10% do que você recebe.

5) Invista na sua aposentadoria

Por fim, outra dica um pouco parecida com a de cima é criar um fundo de aposentadoria. Assim como a reserva de emergência, ter uma poupança separada para o dinheiro de aposentadoria é crucial. Até porque você  provavelmente planeja viver mais tranquilamente quando envelhecer, não é mesmo?

Criar um MEI também pode ser uma boa opção. Com um cadastro de microempreendedor você paga uma contribuição mensal que te traz algumas vantagens como a possibilidade de aposentadoria, afastamento remunerado dependendo da situação e emissão de nota fiscal. Para saber um pouco mais sobre o MEI e como se cadastrar, clique aqui.

Bom, agora você já sabe que trabalhar por conta própria pode ser mais tranquilo e viável. Para mais dicas como essas, fique de olho em nosso blog clicando aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *